Ficha técnica do projecto

  


Apoio no âmbito do sistema de incentivos

Entidade - Sá Couto & Monteiro S.A.

Designação do projecto - SISMA New Plant - innovation, diversification and sustainability in precision machining

Objectivo – Reforçar a competitividade das PME

Custo total - 4.977.500 Eur

Apoio Financeiro da União Europeia – 3.302.250 Eur

Apoio Financeiro Público Nacional – 0 Eur

 


Síntese do Projecto

A empresa Sá Couto & Monteiro, S.A. (SISMA®) iniciou a sua atividade em 1987, fruto da visão empreendedora daquele que ainda hoje é o seu CEO, José Sá Couto, que desde logo se dedicou a actividades que incorporam elevado valor ao cliente, actividades de projecto e maquinação CNC de precisão em série, de peças e componentes metálicos.
A SISMA insere-se, enquanto fornecedor de serviços de precisão, em sofisticadas cadeias de valor nacionais e sobretudo internacionais nomeadamente, indústria médica - dispositivos médicos, instrumentos ópticos, indústria automóvel e uma multiplicidade de outras indústrias com necessidade de produtos de elevada qualidade e precisão, possuindo uma carteira de clientes de renome a nível mundial.

O projecto de Inovação Produtiva que se encontra a decorrer, visa dar continuidade à estratégia da empresa de posicionamento em nichos de alto valor acrescentado, valorizando o seu sólido know-how de mais de 30 anos enquanto fornecedor especializado em maquinação de precisão em série, bem como solidificar a sua posição na indústria médica, óptica, automóvel e, simultaneamente, responder a novas solicitações de mercados em franco crescimento, nomeadamente, a indústria aeronáutica, através do aumento da capacidade produtiva instalada, da eficiência do processo produtivo, da criação de condições físicas e organizacionais que irão dar resposta às restritas e exigentes regras que regulamentam sectores de vanguarda como o aeronáutico e o de dispositivos médicos.

Para a prossecução destes objectivos encontra-se a decorrer a construção de novas instalações, através da edificação de uma nave industrial projectada com base em metodologia e técnicas de projecto de fábrica que evidenciam não só a preocupação com a optimização produtiva e organizacional através do arranjo físico (layout), mas também a adopção das melhores prácticas de arquitectura para a indústria, que asseguram condições infraestruturais de excelência ao nível de salubridade, eficiência energética e segurança, que objectivam oferecer as melhores condições a colaboradores e todos os restantes stakeholders. Destaca-se a implementação de climatização AVAC, que irá proporcionar aos colaboradores condições de trabalho óptimas, mas também, a regulação e manutenção dos padrões de temperatura ideais ao funcionamento do parque de máquinas, influenciando positivamente a sua rentabilidade e a qualidade do produto final.
Paralelamente e em virtude das preocupações com a sustentabilidade ambiental e eficiência energética, irão ser a instalados painéis fotovoltaicos de autoconsumo e uma ETAR, da qual irá, entre outros, resultar o tratamento e reaproveitamento de águas para fins sanitários e de regas.

O investimento em tecnologia de ponta já faz parte da história da SISMA ao qual se dará continuidade através da aquisição de mais tornos CNC, equipamentos de fresagem CNC, tornos de cabeçote móvel CNC, equipamentos de metrologia, entre outros, que garantem uma das maiores vantagens competitivas da empresa, a máxima qualidade e o cumprimento escrupuloso dos requisitos dos Clientes.
Tendo em conta as especificidades de indústrias altamente regulamentadas tais como, as indústrias aeronáutica e médica, serão igualmente feitos investimentos na aquisição de equipamentos específicos para a maquinação de peças destinadas a estas áreas, tal como a instalação de uma sala de ambiente controlado equipada para garantir a existência de fluxo laminar. 

Tendo em conta a era de globalização em que nos encontramos, de desmaterialização de processos através da digitalização dos mesmos e, visando a inexistência de fronteiras geográficas e horárias, que colocam já a SISMA como maioritariamente exportadora (cerca de 90% da sua produção), a empresa irá também dar continuidade ao investimento em software e hardware, essencial ao desenvolvimento da actividade ao nível produtivo e organizacional, objectivando os altos padrões de qualidade em que sustenta toda a sua filosofia e integrando processos de Clientes e Fornecedores, flexibilizando as iterações.

De ressalvar o papel estruturante da SISMA para a região onde se encontra instalada e na qual continuamente investe, através da criação de riqueza para a mesma e do efeito de arrastamento que a sua política de inovação tem no tecido empresarial circundante. Ainda, pela criação contínua de emprego e emprego qualificado, bem como pelo investimento contínuo na formação dos seus colaboradores.
Da consecução do presente projeto irá resultar a criação de 10 postos de trabalho, de entre os quais 6 altamente qualificados, facto que irá positivamente contribuir para a diminuição do desemprego e para a melhoria das capacidades e competências existentes na região.